MINISTÉRIO DIACONAL NO GOVERNO DA IGREJA

Atos 6: 1-6; Filipenses 1:1


Introdução
- Este estudo é uma sequência do anterior, que começamos a tratar do tema diáconos. Na primeira parte fizemos uma verificação história e analisamos os requisitos para o diácono.
- Neste estudo de hoje faremos um pequeno resumo do estudo anterior e seguiremos apresentando a postura diaconal diante de vários tipos de igrejas. Nossa preocupação é estabelecer distinção de quando o ministério diaconal é governo numa igreja e noutra não. A finalidade é estabelecer critérios para o exercício diaconal a fim de cada um saber sua função no corpo de Cristo.
- Não podemos deixar de manter firme a leitura de I Timóteo 3: 8-13, especialmente o verso 13, para que entendamos o porquê de determinados requisitos da pessoa do diácono.


1) Um Rápido Resumo
a)  Auxiliando os Apóstolos – Entendamos que o ministério diaconal é estabelecido na igreja para auxiliar o ministério apostólico. A igreja de Jerusalém era administrada por uma equipe de apóstolos, que durante um tempo se encarregou da distribuição diária. Quando a tarefa ficou difícil, eles solicitaram a igreja eleger 7 varões, com requisitos de: boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria.

b)  Os requisitos da boa reputação, entendemos, foram descritos de modo didático pelo apóstolo Paulo em I Timóteo 3: 8-13. Sobre o tema ser cheio do Espírito Santo entendemos claramente que isto significa que o diácono deve ser uma pessoa que já passou pelo batismo no Espírito.

c)  Sobre o tema sabedoria entendemos bem que Tiago, em sua carta, descreve o que NÂO é sabedoria e que Salomão descreve em Provérbios O QUE É sabedoria. O diácono precisa disto para tomar decisões sobre o atendimentos dos necessitados.

d) Aprendemos bem que diácono vem do verbo diakonéo (diakonew) que designa uma pessoa que foi escolhida para servir à mesa das pessoas da igreja. Isto tem um significado mais amplo. Este serviço às mesas visa que o diácono seja o ministro responsável por atender as necessidades materiais do povo da igreja. Ao mesmo tempo também é alguém que tem como tarefa cuidar das necessidades materiais da igreja.

e)  Então, na passagem bíblica de Atos 6: 1-6, não podemos fugir do fato de que os apóstolos estão tratando da diaconia da igreja – a formação do corpo diaconal.


2) Missão dos Diáconos
a)  A principal missão dos diáconos visa o atendimento das necessidades materiais do povo da igreja. Na distribuição diária da igreja de Jerusalém, eles foram instituídos visando cooperarem com os apóstolos nisto. Os necessitados da igreja precisam de atenção especial. Os diáconos não foram instituídos para exercerem ação social para os de fora, mas visto que atuam no socorro, nada impede que o façam, quando é possível.

b)  Compreendendo que os diáconos auxiliam os apóstolos, podemos tranquilamente  aplicar a  eles a missão de também cuidarem da mesa dos líderes da igreja. Estes tais também têm necessidades materiais e ter diáconos cuidando de seus líderes é algo bastante espiritual e salutar. Fica entendido por necessidades materiais dos líderes coisas tais como a mesa de suas casas, isto é, o alimento diário.

c)  Os diáconos devem entender que cuidar de seus apóstolos, profetas, evangelistas, pastores ou mestres, ou de seus presbíteros é uma missão extremamente honrosa. Todos estes também fazem parte da igreja e tem suas necessidades. Os diáconos não devem se “meter na vida alheia”, mas devem observar as necessidades de seus ministros que não são satisfeitas (Ler Gálatas 6: 6-7; I Timóteo 5: 17-18; 1 Coríntios 9: 11-14) e procurar atender dentro do possível e do viável.

d)  Para atender as necessidades diárias do povo da igreja, requer que os diáconos tenham disponibilidade e capacidade de observação. Disponibilidade, porque muitas vezes o diácono precisa ir a casa do membro para verificar se ele está desempregado e está em dificuldades de alimento e sustento de sua casa. Também capacidade de observação para perceber que o membro da igreja, mesmo sem emprego fixo está buscando o sustento de sua família ou se quer “comer o pão da preguiça”. Examine bem o texto que diz “os que não querem trabalhar, também não comam” (2 Tessalonicenses 3: 6-12).

e)  Uma vez que a Ceia do Senhor é o serviço da Mesa do Senhor, os diáconos têm a responsabilidade de preparar a Ceia. Podemos deduzir isto por entendermos bem o termo “A Mesa do Senhor” como o partir do pão e do cálice. Ler Malaquias 1: 7,12; Mateus 26: 20ss; Marcos 14: 18ss; Lucas 22: 14ss; e 1 Coríntios 10: 21. É missão dos diáconos servirem os elementos da ceia, após prepará-la com muito esmero.

f)    Quando membros do corpo diaconal servem bem a igreja, atraem para si muito respeito. Este ato de servir bem indica pessoas que não esperam ordens, procuram atender as necessidades tão logo as observe. Para tal o diácono(a) deve ser dedicado ao que faz, procurando fazer sempre o melhor e com dedicação ímpar.

g)  Para que o ministério diaconal seja bem realizado e dentro dos parâmetros bíblicos, os diáconos devem conhecer a Palavra de Deus. Isto porque eles devem guardar o mistério da fé numa consciência pura. O Mistério da Fé está revelado na palavra de Deus e sem estudá-la o diácono viverá um “mistério” que nem ele sabe.


3) Alcançando Muito Respeito
a)  Alguns diáconos serviram tão bem que são citados na Bíblia como exemplo de fé. Estevão é o primeiro citado e era tão cheio do Espírito Santo e de fé que apresenta-nos o mais lindo discurso bíblico que lemos. Podemos ler isto em Atos 7. Sua intrepidez e fé foram tão grandes que não teve medo de morrer em nome do Senhor, confessando sua fé inabalável em Cristo Jesus.

b)  Filipe foi outro diácono que cumpriu sua diaconia e foi tão bem que tornou-se evangelista. Podemos entender perfeitamente sua dedicação não só a este ministério, mas sua disposição de servir a Cristo e não só a igreja. Então vamos encontrá-lo evangelizando e batizando alguém em Atos 8. Lemos em Atos 21:8 que ele tinham filhas profetizas e agora já era Evangelista.

c)  Lendo Romanos 16: 1-2, descobrimos uma diaconisa chamada Febe. Algumas versões traduz que ela era serva em Cencréia. A palavra grega, no caso da passagem bíblica é “diakonos”. Paulo diz que ela estava sendo diaconisa na igreja. Faz referência a ela porque ela tem se destacado no serviço aos necessitados e aos ministros do Senhor.


4) Com Bispos e Diáconos
a)   Temos aprendido até aqui que o diaconato é o Ministério da Igreja, enquanto os cinco ministérios é o Ministério de Cristo. Temos visto que o Ministério de Cristo é o que lidera a igreja e exerce seu governo.

b)   Observamos também que numa igreja apostólica a função dos diáconos não é governar a igreja nem exercer liderança doutrinária, embora possam evoluir em seu ministério e serem chamados por Cristo para o ministério quíntuplo.

c)   Na igreja de Jerusalém os diáconos eram o corpo auxiliar. Porém, lendo Filipenses 1:1 percebemos que aquela igreja era dirigida por uma equipe de bispos e diáconos. Mais adiante, noutro estudo, quando tratarmos do ofício do pastor, vamos falar da função do bispo. Por agora vamos nos deter nos diáconos.

d)   Como você percebeu, o tema bispos nos indica o assunto pastores. Nos parece que a igreja em Filipos era dirigida por pastores que funcionavam como bispos, auxiliados por diáconos. Nos permite entender que em uma igreja pastoral, que não tem os 5 ministérios atuando, mas apenas um deles, os diáconos cooperam no exercício da liderança da igreja. Aquela igreja, formada pelos “santos em Cristo Jesus” estava COM bispos e diáconos.

e)   Não fazer parte do governo da igreja não deve ser um demérito para os diáconos. Isto porque eles não foram separados para esta missão. Podem ser colocados nesta função durante um tempo pelos apóstolos, nas igrejas pastorais. Porém quando naquela igreja se implanta o governo apostólico ou profético os diáconos devem ser humildes e voltarem a sua função principal de servir às mesas. Mesmo quando fazem parte da liderança da igreja, não devem nunca desprezar sua real missão.

f)    Como disse o apóstolo Paulo em Romanos 12: 6,7a – “De modo que, tendo diferentes dons segundo a graça que nos foi dada, se é profecia, seja ela segundo a medida da fé; se é ministério, seja em ministrar...” – Aqui é diakonéo – diakonew.

g)   Nos textos bíblicos que estudamos nenhuma passagem nos obriga a termos diáconos permanentes e nem temporários, tudo segue os critérios adotados pelos apóstolos da igreja. Isto quer dizer que se uma igreja adotar o diaconato temporário, fixando um prazo determinado, isto é possível. Também em qualquer tempo alguém pode deixar por vontade própria ou da igreja de ser diácono(a).


Conclusão
Diante do exposto sobre o diaconato, você estaria disposto a seguir com o propósito de servir sua igreja? Você estaria disposto a pagar o preço de servir bem, crendo que fazendo isto poderá alcançar muita intrepidez na fé?
Outrossim, concluímos que seguir pelos vários ministérios da igreja tanto pode ser um crescimento progressivo, como pode haver um chamado especial da parte do Senhor. Porém para o diaconato a pessoa precisa ser de boa reputação, cheia do Espírito Santo e de sabedoria e, claro, disposta a servir e ter este dom maravilhoso de socorro, misericórdia e serviço.

Nenhum comentário: