PREPARADOS PARA CRISTO - FALANDO DE SUA VOLTA

Lucas 21: 25-36


INTRODUÇÃO
             Faz tempo venho compartilhando e destacando a volta de Cristo. Este é um dos fundamentos de nossa vida cristã: aguardar ansiosamente a volta do Noivo, Jesus!
                   No estudo de hoje inicio a apresentação de principais atitudes que nos preparam para a volta de Cristo. Venho destacando isto ao longo de mensagens pregadas na igreja e, embora todos já tenham ouvido, não havia escrito em detalhes sobre isto. As atitudes são passos na vida que garantem nossa estada permanente com Cristo em sua “parousia”.
                   A fé em Jesus Cristo como nosso Senhor e Salvador é o primeiro e mais importante passo. Esta atitude permeia todos os passos a seguir e, sem essa decisão, todos os demais passos ficam comprometidos, porque o senhorio de Cristo é o que nos guiará a fazer corretamente os passos a seguir. Na verdade, embora falemos desses passos a seguir, como se fossem atitudes separadas, mas todos devem acontecer como um conjunto único, sob o senhorio de Jesus. Cada um é produzido por existir o outro.
                   No estudo de hoje, somente o tema Fé Salvadora, depositada em Jesus está na ordem de prioridade, os demais temas apresento conforme meu interesse de aprendizagem e aplicação nos programas do Discipulado.


1. PASSO UM – CRÊ NO SENHOR JESUS E SERÁS SALVO
                   Reconhecer Jesus como nosso Senhor e Salvador é passo fundamental à vida eterna. Então, este ponto aqui, é melhor descrito pela concatenação de versículos. Vamos lendo então:
à Salmo 37: 4-5 – “Deleita-te também no Senhor, e ele te concederá o que deseja o teu coração. Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará”.

à Romanos 3: 23-24 – “Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; sendo justificados gratuitamente pela sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus

à João 3: 16 – “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”.

à Romanos 10: 9-10 – “Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo; pois é com o coração que se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação”.

à Romanos 6: 23 – “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor”.
E finalmente...
à Atos 16: 31 – “Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tú e a tua casa”.


2. A PAROUSIA É IMINENTE – HOJE MAIS DO QUE NUNCA
                   Não tenho a intenção, nesse estudo, de descrever sobre o assunto dos sinais no sol e na lua. Apenas lembramos o que está exposto em Gênesis 1: 14. Já temos falado bastante sobre as luas de sangue de 15 de abril e 8 de outubro de 2014, de 4 de abril e 28 de setembro de 2015 e o eclipse solar total de 20 de março de 2015. Você já está informado também sobre comparar isto nas passagens de Joel 2: 28-31 e Atos 2: 17-20.
                   Em Lucas, Jesus nos apresenta um dos passos importantes que nos prepara para a volta dele. Ele falou sobre os sinais de sua vinda, mas descreveu, ao longo dos evangelhos o que caracteriza os passos de preparação do crente para que tenha o direito e privilégio de estar para sempre com Cristo.
                   Em Lucas, Jesus descreve a perseguição dos crentes naquele tempo, logo em seguida a sua primeira vinda. Os versos 21 a 24 nos descrevem fatos que culminam com a queda de Jerusalém, quando então ela seria “pisada pelos gentios”, até que o tempo deles se cumprissem. Em 1967, eu creio, esse tempo se cumpriu. Desde então Jerusalém voltou a ser capital do culto em Israel, embora a capital política seja Tel-Aviv.
                   O versos 25 e 26 nos descrevem coisas que precederão o dia da volta de Jesus à terra, sua parousia, como já estudamos lá atrás. O que mais vemos hoje são sinais no sol e na lua, angústia de nações por causa do bramido do mar e das ondas (tsunamis que invadem a Ásia). No verso 28 Jesus diz que devemos exultar e levantar nossas cabeças, porque a redenção está próxima. Estes textos nunca estiveram tão bem explicitados como hoje em dia, diante de acontecimentos que vemos. Nunca um texto esteve tão atualizado como este, entre os nossos dias.
                   Após descrever estes sinais, que se evidenciam no tempo presente, Jesus chama atenção ao seguinte fato, nos versos 32 e 33 – “Em verdade vos digo que não passará esta geração até que tudo isso se cumpra. Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras jamais passarão”. Jesus está nos dizendo que a geração que verá estes sinais não passará. No meu entender ele está dizendo que a próxima geração depois desta, que vê os sinais e aguarda a manifestação da vinda de Jesus, será a geração do Reino de Deus presente de fato e concreto na terra. Jesus vem com os ressurretos e os arrebatados (1 Ts 4: 16-17) para purificar a terra e entregar todos os governos e domínios ao Pai.


3. CUIDADOS A TOMAR NESTE TEMPO PRESENTE
                   Nos versos 34 e 35 Jesus nos adverte muito seriamente para coisas que devemos nos abster. Ele descreve sobre glutonaria e embriaguez, sobre preocupações da vida e falta de precaução para o dia de sua vinda. Nos dois primeiros casos, entendo que Jesus transmite que devemos pensar em nossa necessidade de comer e beber, mas não transformar isto como as coisas mais importantes de nossa vida. São importantes, mas devemos seguir e lembrar suas palavras de Mateus 6: 25-33. É importante observar o que disse Jesus na passagem citada. Comento incluindo comida, bebida e cuidados da vida.

a) Não andeis ansiosos – Comida e bebida são importantes, mas não vivemos para comer e beber, mas comemos e bebemos para viver. Existe um grande perigo de trabalharmos para o nosso conforto, mas sermos consumidos por este conforto. Paulo nos ensina que devemos viver tranquilos quanto a essa matéria. Tendo o que comer e vestir, diz ele, estejamos com isto satisfeito. Ele não nos ensina a perdermos o altruísmo, mas não ser consumidos pela avareza, glutonaria e bebedice. Há momentos em nossa vida que pensamos que se não temos um bom bife a mesa, se não temos acesso ao luxo de um restaurante e/ou não podemos ter a mesa cheia na hora da comida, pensamos que Deus não nos visita trazendo prosperidade. Cuidado com isso! Nós brasileiros, precisamos tomar cuidado e pensar que comer e comer é tudo na vida. Existem mais coisas e uma delas está a seguir.

b) A vida e o corpo são mais que os alimentos. A Bíblia ensina que o nosso corpo é o templo do Espírito Santo. Devemos nos preocupar em manter este corpo bem alimentado, mas cuidado com o excesso... é pecado! Existem outras coisas que alimentam o corpo e não só comida e bebida. Está escrito:” nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus”! Lembra desta resposta de Jesus a satanás? Também lembre-se das palavras de Jesus em João 5: 24 – “Em verdade, em verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna e não entra em juízo, mas já passou da morte para a vida”.


4. PASSO DOIS – VIGIAI, POIS ORANDO
                   Vigiar e orar são as preocupações de Jesus. O problema é que nem sempre as pessoas estão levando a sério a minha palavra sobre a oração. Isto é um tema muito, mas muito sério. Jesus nos diz “Vigiai, pois, em todo o tempo, orando...”. Não é as vezes, mas em todo o tempo.
                   Duas preocupações: vigilância e oração. Isto está ligado ao que Jesus fala sobre estarmos “de pé” diante do Filho do Homem. Senhores, a vigilância é importante, para não perdermos o foco. Temos de manter o foco! Estamos focados em duas coisas, nesta passagem: oração e a volta de Jesus. Não perca o foco!!!
                   A vigilância tem a ver com o tema dormir e descansar demais. Em Mateus 26: 41 Jesus adverte para vigiar e orar. Ali nos parece que ele fala sobre perceber o que está a nossa volta e estarmos atentos dia a dia. É claro que devemos estar assim o tempo todo. Mas Jesus tem um problema com seus discípulos, na passagem de Mt 26: 35-41. Ele precisa orar, mas Pedro, Tiago e João não conseguem ajuda-lo, eles estão com muito sono. Jesus os adverte que era hora de orar e não dormir. Lembre-se, “a tempo para todo propósito debaixo do céu”. Quando orar, isto quer dizer Jesus, não durma, vigie! O sono pode atrapalhar sua oração, cuidado que satanás quer lhe fazer parar de orar! Então, fique esperto e desperto!


CONCLUSÃO
                        Após o exposto tenho um desafio. Faça na sua Rede um programa de Intercessão e Oração sistemáticas. Não deixe os discípulos dormirem quando estiverem orando. Se necessário não feche os olhos quando orar em grupo. Na verdade, fechar os olhos não é uma obrigação na oração. Mantenha o foco na oração, quando estiver em oração. Ajuste o seu discipulado para momentos juntos na presença do Eterno, em oração. Fica a palavra!

Nenhum comentário: